Sexta-feira, 4 de Novembro de 2005
Belenenses X Boavista - Antevisão

                                 


frp08303.jpg

Equipas prováveis: prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />


Belenenses  – Marco Aurélio; Sousa, Gaspar, Pelé e Vasco Faísca; Sandro Gaúcho, Pinheiro e José Pedro; Paulo Sérgio, Fábio Januário e Meyong 


Treinador: José Couceiro


Boavista – Carlos; Rui Duarte, Hélder Rosário, Cadú e Areias; Tiago e Lucas; Manuel José, João Pinto e Zé Manel; Fary


Treinador: Carlos Brito



            Após a fantástica exibição frente ao Sporting, o Boavista joga, amanhã, no Estádio do Restelo, com o claro objectivo de repetir a actuação do último domingo e conseguir a primeira vitória fora de casa nesta Liga. O adversário é o Belenenses, equipa que encara o jogo diante do BFC como a ocasião ideal para “fugir” da crise que actualmente atravessa (vem de 6 derrotas consecutivas), na estreia de José Couceiro perante os associados do clube lisboeta. Ora, estas circunstâncias significam dificuldades acrescida para os “axadrezados”, até porque o plantel apresenta alguns futebolistas de grande valor.


            No entanto, face à qualidade exibicional que tem evidenciado, o Boavista tem todas as condições para sair vencedor do encontro com os “azuis”. O 4-2-3-1 será o esquema escolhido, uma vez mais, por Carlos Brito. Carlos deverá repetir a titularidade “ganha” a William Andem na recepção ao Sporting, o quarteto defensivo, salvo algum imprevisto ou surpresa de última hora, será constituído por Rui Duarte, Hélder Rosário, Cadú e Areias, Tiago e Lucas jogarão no meio-campo, fazendo, em princípio, uma marcação à zona (ao invés de Tiago “seguir” todas as movimentações do organizador de jogo belenense, que será José Pedro, não obstante este poder revezar-se com Fábio Januário), sendo que Lucas terá, também, a missão de distribuir jogo. Manuel José e Zé Manel (embora Diogo Valente, Paulo Jorge e Guga sejam hipóteses para o flanco esquerdo do ataque, relegando Zé Manel para o “banco”) serão dois extremos com a função de darem profundidade nas faixas, porém, em algumas fases da partida, podem fazer diagonais, participando em combinações e triangulações. Mais à frente, Fary será o ponta-de-lança, tendo o apoio directo de João Pinto.


            Quanto ao Belenenses, José Couceiro deverá apostar num 4-3-3, com a “nuance” de, como acima foi referido, o extremo-esquerdo (Fábio Januário) e o “playmaker” (José Pedro) poderem permutar, a fim de procurar “confundir” e desorganizar o sector mais recuado do Boavista. Sandro Gaúcho, o médio de características mais defensivas, deverá encarregar-se da marcação individual a JVP, enquanto que Pinheiro terá a responsabilidade de fazer a ligação entre a defesa e o sector ofensivo.


            Numa deslocação em que o Boavista não perde há cerca de 11 anos, mas é que é sempre muito complicada, os “axadrezados” têm de apresentar as mesmas ambição e personalidade do jogo contra o Sporting. Para vencer, não podem ter qualquer receio em impor o seu futebol nem em pressionar ofensivamente o Belenenses. A qualidade e a rapidez na circulação de bola (algo que foi uma nota dominante nas partidas em que os “axadrezados” se exibiram em bom plano), jogando por ambos os flancos, ou seja, no campo todo, têm de estar presentes. Profundidade e acutilância nas faixas, segurança no passe, algumas triangulações e jogadas de envolvimento poderão ser a fórmula para o Boavista bater o Belenenses. Além disso, é de importância capital que o BFC seja uma equipa compacta em todas as fases do encontro, ganhando a “batalha” do meio-campo, e que o seu sector defensivo mantenha os níveis de concentração sempre elevados, com nota de destaque para os lances de bola parada, em que a defensiva “axadrezada” claudicou nos golos sofridos nos encontros em Braga, Sintra (diante do Oeiras) e frente ao Sporting (no segundo golo). À atenção do Boavista ficam, também, jogadores como Meyong (avançado extremamente móvel e eficaz) e de Paulo Sérgio, que, com movimentos de ruptura, podem desequilibrar a favor do Belenenses. Por isso, a coesão da defesa do BFC e a eficácia nas transições defensivas serão essenciais. FORÇA BOAVISTA!!!


 



publicado por pjmcs às 19:43
link do post | comentar | favorito

Próximos Jogos

Sp. CovilhãxBoavista

(25/01; 16:00) - 15.ª Jornada

artigos recentes

Boavista FC 2 - 0 Estoril

Santa Clara 3 - Boavista ...

Boavista FC 2 - 0 U. Leir...

SC Freamunde 2 - 0 Boavis...

Boavista FC 1 – 2 SC Beir...

BOAVISTA FC 0 - 2 GUIMARÃ...

Feirense 2 - 0 Boavista F...

Boavista FC 1 - 0 Oliveir...

BOAVISTA FC 1 - 0 LOUSADA

Boavista FC 1 - 1 D. Aves

Imagens Recebidas
Galeria de Imagens
arquivos

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

ligações
pesquisar